Untitled Document
Infop
Infop - Instituto de Formação da Personalidade
 
Infop
 
Infop Infop Infop
 
InfopInfopInfop

 
Home Quem Somos Equipe Programação Fotos Localização Contato
Enquete
Interativa Infop
 

Qual o seu principal tema de interesse?


Auto-Estima
Como Falar Bem em Público
Hipnose
  Votar  
Untitled Document
Cadastre -se e receba nossas newsletters.
 

Nome:

Email:


Fone para contato:
-

 

Notícia
 
 

FILME – Alexandria - História de Hypatia

 

FILME – Alexandria - História de Hypatia



O filme relata a história de Hypátia, filósofa e professora em Alexandria, no Egito entre os anos 355 e 415 da nossa era. Única personagem feminina do filme, Hypátia ensina filosofia, matemática e astronomia na Escola de Alexandria, junto à Biblioteca. Resultante de uma cultura iniciada com Alexandre Magno, passando depois pela dominação romana, Alexandria é agitada por ideais religiosos diversos: o cristianismo, que passou de religião intolerada para religião intolerante, convive com o judaísmo e a cultura greco-romana.
Hipátya tem entre seus alunos Orestes, que a ama, sem ser correspondido, e Sinésio, adepto do cristianismo. Seu escravo Davus também a ama, secretamente. Hypátia não deseja casar-se, mas se dedica unicamente ao estudo, à filosofia, matemática, astronomia, e sua principal preocupação, no relato do filme, é com o movimento da terra em torno do sol.
Mediante os vários enfrentamentos entre cristãos, judeus e a cultura greco-romana, os cristãos se apoderam, aos poucos, da situação, e enquanto Orestes se torna prefeito e se mantém fiel ao seu amor, o ex-escravo Davus (que recebeu a alforria de Hypátia) se debate entre a fé cristã e a paixão. O líder cristão Cirilo domina a cidade e encontra na ligação entre Orestes e Hypátia o ponto de fragilidade do poder romano, iniciando uma campanha de enfraquecimento da influência de Hypátia sobre o prefeito, usando as escrituras sagradas para acusá-la de ateísmo e bruxaria.
Além de narrar a vida e a morte de Hypátia, pode-se observar de forma nítida o conflito entre cristãos e pagãos. De um lado temos o cristianismo, ganhando força de atuação junto ao judaísmo; do outro temos a religião politeísta Greco-romana, com a adoração de estátuas (condenada pelo cristianismo), que representavam seus numerosos deuses. Por outro lado, é interessante observar como a mulher era vista. No cristianismo, o papel da mulher era de subordinação, mas Hypátia não se permitia ser subordinada a ninguém. Por ter se recusado a se converter ao cristianismo, foi acusada de ateísmo e bruxaria, julgada de forma vil e apedrejada. A história real da filósofa está no artigo Hypátia.



• Palestrante:

Margarida Félix – Psicóloga e Advogada, Presidente da Sociedade Pernambucana de Hipnose Médica, Diretora Executiva do GEPP - Grupo de Estudos Psicológicos e Psiquiátricos, Diretora do INFOP - Instituto de Formação da Personalidade.


Data: 01 de dezembro de 2018 - Sábado
Horário: 16:00 horas


Local: Av. Rui Barbosa, 1654, Graças - Recife - próximo ao Parque da Jaqueira.
Informações pelos fones (81) 3268-6185 e 3441-5606. WhatsApp (81) 99403-0737 e email secretaria@infop.com.br.

• ENTRADA FRANCA – VENHA E TRAGA UM AMIGO

• Visite o site do INFOP www.infop.com.br

• Siga-nos nas redes sociais:
- Instagram: infop_recife #infoprecife #palestrasgratuitas #recifemais #pernambucoemfoco #lionsclub
- Facebook: @palestrasgratuitasaossabados
- YouTube: GEPP - Palestras Gratuitas

 

 
Imprimir | Recomendar | Reservar
 
« Voltar
Untitled Document
Links
Downloads
Untitled Document
Untitled Document
Untitled Document
Untitled Document
  infop Home | Quem Somos | Equipe | Programação | Fotos | Localização | Contato infop  
  Infop - Av. Rui Barbosa nº1654, Graças – Recife/PE - Fones: (81) 3268.6185 / (81) 3441.5606  
Copyrigth © 2012 Todos Direitos Reservados Por Thiago Machado